Oração à lua vermelha


tem essa Corisco pra beber
Meu filho
aprendeu a dizer o teu nome
Sobre algum de teus mares
um tapa-olho
Esta montanha que habito
escancara a ti dentes cariados
De um mar grafite imóvel
milhares de setas vermelhas para ti apontam
Disseram de um ciclone com nome de mulher
– tu segues ímpar anônima

Lua bucaneira
me guarda com teu rubro olho de osso
enquanto durmo para reaver o meu nome

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: